Início >> Noticia >> Iterpa e Incra criam grupo de trabalho para resolver conflitos agrários
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Iterpa e Incra criam grupo de trabalho para resolver conflitos agrários

Um Grupo de Trabalho (GT) foi criado nesta sexta-feira, 26, para buscar solução aos conflitos agrários do Sul e Sudeste do Pará. Esta foi uma das decisões da reunião realizada hoje na sede do Instituto de Terras do Pará, entre a direção e técnicos do órgão com representantes da Ouvidoria Agrária Nacional, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Frente Nacional de Luta (FNL), Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Liga dos Camponeses Pobres (LCP).   

A Ouvidoria Agrária Nacional apresentou pauta com uma relação de áreas com a situação agrária pendente a fim de buscar solução às questões, entre elas, as das fazendas Mutamba, em Marabá; e Santa Lúcia, em Pau D”arco. Foram definidas as demandas mais urgentes de cada área que serão avaliadas pelo Grupo de Trabalho a fim de que possa ser dada uma resposta no menor prazo possível a partir de um roteiro que será pré estabelecido pelo Iterpa e Incra. Na próxima semana, os setores cartográficos dos dois institutos irão se reunir para viabilizar alguns dos documentos necessários à análise dos processos referentes às duas fazendas.  

Participaram da reunião o presidente do Iterpa, Daniel Lopes, o ouvidor agrário substituto, José Líbio Matos; o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/Pará), Valcinei Gomes; o advogado representante da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) e da Comissão Pastoral da Terra (CPT), José Vargas e representantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade Pará (FNL-PA), Neuton Paulino e Antônio Reis, além de técnicos do Iterpa. Pelo Iterpa, o GT será coordenado pelo ouvidor do órgão, Aldenor Nascimento, e pelo Incra, pelo superintendente Valciney Ferreira Gomes.